[ editar artigo]

Dia do Designer Gráfico

Dia do Designer Gráfico


No Dia do Designer convidamos a diretora da área de produção da ZAHG Tatiana Abreu para falar sobre o assunto. Na área de comunicação há 23 anos ela é Digital Marketer, Gestora financeira, Designer Gráfico e Digital e acompanhou muitas mudanças no mercado.  

 

1. Como você definiria o profissional designer?


Diferente do que a maioria pensa o Designer é uma pessoa muito intuitiva, mas essencialmente observadora e analítica, gostamos de usar a frase: “O Design não é pra ser bonito, é pra ser funcional”, ou seja, o início do processo de desenvolvimento de qualquer produto, passa pela sua funcionalidade, mas é claro que existe uma dose de arte nisso tudo, afinal o design também tem seu lugar ao nos despertar para o “consumo pelos olhos”.

Vale aqui a reflexão das coisas que mais usamos, nossos talheres, óculos, carros, bicicletas, móveis, bolsas, calçados. Quantas vezes gostamos do que a peça representa para nós? Classe, poder, força, delicadeza. Quantas vezes gostamos da praticidade, anatomia, conforto? Imagine agora que todas essas qualidades estavam na prancheta de um Designer quando ele rabiscou tudo isso e lhe transmitiu todas essas sensações do toque ao sentimento.

 

2. Qual o papel do designer na comunicação?


O trabalho do Designer é muito amplo, e existem diversas especializações para a área da comunicação como designer gráfico, o web designer e o designer digital, todos precisam fazer cumprir a função dos materiais que desenvolvem.

O designer gráfico, por exemplo, precisa sempre buscar a melhor leitura, aplicação de cores, diagramação e envolver as pessoas pela direção de arte do material impresso, também precisa tecnicamente produzir esse material para as gráficas, é quase que uma tradução para que a indústria consiga reproduzir em grande escala o projeto que saiu ali do lápis, alguns exemplos são livros, embalagens, folders, anúncios e papelarias.

Já o designer digital, possui as mesmas habilidades, porém a “tradução” ao invés das gráficas vai par a infinidade de telas dos devices. Imagine que quando é criada uma interface de um app, por exemplo, é preciso projetar a quantidade de aparelhos, tamanhos e sistemas diferentes que poderão baixar isso, assim como livros digitais, anúncios e identidades visuais em redes sociais.

Agora vamos para o Web designer, que trabalha mais voltado ao desenvolvimento de websites. Este profissional hoje, conta com técnicas de UX, insights de dados, ferramentas de desenvolvimento visuais e um mundo de possibilidades para solucionar as necessidades dos clientes. Vamos sempre lembrar da palavra função, hoje quantos problemas do nosso dia a dia são resolvidos pela internet? Pagamentos, documentos, pedidos, compras, etc. Como podemos sentir, o Design lida com muito mais do que apenas o sentido visual.

 

3. E qual o papel do designer no processo de uma campanha estrategicamente falando?
 

Vou usar o exemplo de uma campanha de varejo, onde o foco é performance, ou seja, quero cliques! Com a quantidade de banners hoje a que somos expostos diariamente, existe uma tendência natural cerebral de ajuste da percepção, então eles param de incomodar, deixamos de prestar atenção neles. Com isso, a primeira missão do designer é pensar em algo que visualmente possa despertar as pessoas novamente,  a segunda é “enxugar” a mensagem ao máximo para que ela seja compreendida ao primeiro olhar, e deixar muito claro, normalmente através de um “call to action”, que tudo é muito simples: “baixe aqui”, “comprar”, “assinar”. Muitas vezes isso faz toda a diferença no resultado de uma campanha.

 

4. E as novas ferramentas, como elas podem ajudar os profissionais da área?


As melhores ferramentas para qualquer Designer são: papel, lápis e dados.

Sim, dados! Quanto mais o Designer souber, mais próximo da função correta ele vai chegar. Temos como apoio softwares que cresceram conosco, posso falar principalmente da Adobe, com ferramentas incríveis, mas o nível de Design que atingimos hoje, seja físico ou digital, veio da análise do comportamento dos usuários.

 

5. Arte e Criatividade. Para você, qual relação essas palavras têm com a profissão de designer gráfico? 

 

Arte e criatividade são o apoio que temos para atingir a funcionalidade de tudo que desenvolvemos. E não adianta estar bonito, precisa funcionar.

E você, também é apaixonado por essa profissão? Comenta aqui embaixo o que achou da entrevista. 

 

ZAHG Academy
Ler conteúdo completo
Indicados para você