[ editar artigo]

Metaverso : O Upgrade do Second Life

Metaverso : O Upgrade do Second Life

Você já deve ter sido impactado por esse tema, que vem assolando todo mercado digital e de publicidade. Todos com a impressão de que estamos finalmente indo para uma Matrix e que teremos experiências sensoriais nesse nível.

Isso de verdade só seria possível se tivéssemos dormido uns 50 anos.
 

A tecnologia atual não consegue processar esse tipo de imagem, cheiro, tato, etc, sem um imenso aparato robótico de sensores e câmeras, que ainda estão muito precários. Todo nosso aparato tecnológico ainda é muito precário para uma experiência que ele sugere conseguirmos.

Os principais futuristas já escrevem artig os e diminuem bastante esse impacto que o Facebook alega trazer para essa plataforma. O máximo que vamos presenciar agora é quem vai gastar mais dinheiro para criar algo que realmente faça uma imersão dessas, mas certamente ainda será apenas uma corrida como a ida até a lua. Algo que ainda não se sabe qual serventia.

Lembrando que o Facebook está desde 2014 com o Oculus VR e já se passaram 7 anos e não foi feito nada de inovador assim.

Outro ponto a ser colocado em perspectiva sobre o Facebook, deve estar insano com o bloqueio dos grandes, como a Apple, em "Pedir para não rastrear", que anda sendo uma tendência no mercado publicitário. Forçando todos a terem que renovar seus esforços de como impactar o usuário. E desde janeiro, o Zuckerberg já deixou claro que via a Apple como uma competidora do Facebook.

Além dos pontos citados acima, lembremos que existem vários ex-funcionários do Zuckberg processando a empresa por invasão e uso indevido da privacidade das pessoas.

O máximo o que o Facebook irá alcançar por agora é que nossas videoconferências sejam realizadas numa plataforma do Facebook, com nossos avatares.

Em contrapartida, não falando mais de Facebook, a Neuralink do Elon Munsk andou desenvolvendo interfaces implementadas, que as forças armadas americanas já patrocinam. Isso sim, seria futuro! Mas algo como Elysium e não como Matrix.

Então, sendo assim, não me resta outra perspectiva, além de crer que está fazendo como políticos de nosso país: criando uma nova cortina de fumaça. O Facebook (ou melhor, Meta), para se afastar do SEO de processos de seus ex-funcionários, pegou um projeto muito em alpha e colocou toda a força de seus holofotes. 

E o que eu quero com um artigo desse? Bom, amigos e pessoas mais próximas já sabem, minha intenção é e sempre será provocar a reflexão mesmo. O metaverso é tão fantástico assim? Será apenas mais um Hype? Qual objetivo está por trás disso?

 

Ler conteúdo completo
Indicados para você